4 comentários:
O PCP foi convidado? Para quê? Quando recusou? O que recusou?
a 18 de Novembro de 2008 às 14:18

Também gostaria de saber a resposta a pegunta do Zé... E já agora não esquecer que o PCP diz que faz alianças sempre que o fim for uma verdadeira alternativa de esquerda...
CJ a 19 de Novembro de 2008 às 10:53

As teses do PCP apontam uma aliança com as forças democráticas para mudar de política. Esta argumentação tem 32 anos, e o PCP nunca encontrou parceiros além da ID e dos Verdes porque o PCP quer alianças implementando as suas políticas ( caso governo).

As Teses e o Avante 15 em 15 dias arrasam o Bloco de Esquerda um partido social-democrata, esquerda caviar que faz fretes ao PS etc , etc ,.

É verdade que a minoria "esquerdista" do BE defende acordos com o PCP a nível sindical e trabalho de rua.

Eu sei que vocês sabem que o PCP não quer, então com a direcção política mais ortodoxa depois do Prec !
José Manuel Faria a 19 de Novembro de 2008 às 11:50

"É verdade que a minoria "esquerdista" do BE defende acordos com o PCP a nível sindical e trabalho de rua."
Zé Manel, explica lá essa.
A minoria esquerdista como tu lhe chamas apresentou no último Encontro de Trablalho do BE, uma proposta concreta de criar alternativas sindicais às direcções burocratas dos sindicatos.Assim como tal proposta constava da Moção que uma das correntes da tal minoria esquerdiasta, apresentou á última Convenção. Peretencem à minoria esquerdista os dirigentes do MUDAR, uma tendência sindical dos bancários surgida em oposição e alternativa à UGT e ao Sindicatos divisionista do PCP e que representa mais de 30% dos Bancários..
Não fazem parte da minoria esquerdista, os camaradas do BE que estão no SPGL...e outros tantos por esses sindicatos fora.

Se há um lugar onde a minoria esquerdista não acha mesmo que se deve fazer acordos (e usa-se o termos convergências, por razões óbvias) é exactamente a nivel sindical. Porque aí as direcções sindicais, na maioria das vezes conotadas e/ou controladas pelo PCP são os maiores entraves à democraticiade dos sindicatos e à sua capacidade mobilzadora.

Quanto à rua, mas isso não somos todos? Não estamos todos nas manifs da CGTP? Nas últimas em que estive, estive sempre ao lado do Louçã...
Isabel Faria a 21 de Novembro de 2008 às 22:43

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9





comentários recentes
Bem a pensar assim a Praça, (Lameira)deveria ainda...
Os únicos preocupados são:O Eugénio e a Dora, o Eu...
Há por aqui comentários de pessoas a soldo dos que...
de Março Essa alternativa (nunca chegou a ser pro...
A qual eng ) Ao Porta Chaves
Este artista tem a voz do dono. E nasceu na Praça ...
É só olhar para a fotografia deste" poeta" que se ...
Hotel sul americano, já teve só dois andares, Casi...
Depois de ler este artigo, fiquei a perceber que n...
Parece que não re4spondeu ao que lhe perguntaram. ...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO