23
Mar 09

 Liberdade de escolha

 

-Caros Tiago Moreira Ramalho e Tiago Loureiro, também ouvi a referência de Pedro Marques Lopes no Eixo do Mal à passagem do centenário sobre a ilegalização de drogas.

-E também li os vossos posts aqui, e aqui, sobre os quais estou parcialmente de acordo, de facto o Estado tem pouco a ver com a forma como cada um de nós resolve viver, já discordo da ideia de certificação do produto comercializado, ou qualquer participação do Estado em tal negócio.

-À semelhança do que acontece em qualquer outra actividade comercial, as empresas que decidirem comercializar tais produtos devem proceder à sua rotulagem disponibilizando informação relevante sobre composição, alertando para contra-indicações, ficando sujeitas à normal fiscalização por parte das entidades competentes. Os comportamentos sociais sob efeito de tais substâncias, passíveis de causar danos a terceiros devem naturalmente continuar criminalizados, por exemplo conduzir.

 

publicado por José Manuel Faria às 18:20

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





comentários recentes
Será que o Sócrates não teve nada a ver com a Banc...
ANÓNIMO A 19 DE JULHO DE 2020 ÀS 13:09Dinis Costa ...
O tempo “da boa fé e da colaboração institucional”...
Outra vez!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Existe gente que não s...
Dinis Costa em 2 009 recebeu 3 milhões de endivida...
Artigo 133.ºCapacidade do estabelecimento - é só a...
Pede se o favor a quem de direito, que tenham aten...
ANÓNIMO A 11 DE JULHO DE 2020 ÀS 10:57Então diga l...
O Dinis Costa teve o dinheiro dos orçamentos.Mas a...
Leu mal! 13 ( treze ) milhões que Dinis Costa desb...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO