16
Abr 09

 

O interesse de Lisboa

 

16.04.2009, José Sá Fernandes

 

 

Seria irresponsável ignorar a possibilidade de Santana Lopes voltar à presidência de Lisboa. O risco é real

 

 

"Nas próximas eleições autárquicas, se fossem reproduzidos - sem transferência de votos - os resultados da eleição intercalar de Lisboa de há dois anos, na hipótese, hoje muito provável, de a direita concorrer com uma única candidatura e no pressuposto, infelizmente em cima da mesa, de a esquerda se apresentar dividida em candidaturas do PS, da CDU, do BE e de "Cidadãos por Lisboa", a consequência seria inevitável: Santana Lopes voltaria a ser o presidente da CML.
É evidente que o eleitorado não é estático, mas o risco político de Santana Lopes voltar à presidência de Lisboa é real. Só por irresponsabilidade política isso pode ser ignorado. Até por respeito pelo adversário que é Santana Lopes. (...)"

Parece que Sá Fernandes na Caneta e Costa ao ouvido temem Santana Lopes. Então que apresentem um programa que cativem os Lisboetas, porque o BE, e creio também o PCP, não vão em cantos de Sereia. Agora o BE, deixou de ser parasita, não é!  O taxo está em perigo, claro!

publicado por José Manuel Faria às 11:34

9 comentários:
Acho uma visão muito primaria, sobre o Sá Fernandes.

Foi candidato pelo Bloco duas vezes, teve uma actuação meritoria, na denuncia da corrupção que Santanas , e outros que tais instalaram na Camara de Lisboa.

É verdade que a partir de dada altura se atrelou ao carro do Antonio Costa, mas isso não impede que se apague tudo o que de positivo ele fez por Lisboa.

Por isso discordo de todo , que seja um tacho aquilo que move Sá Fernandes, por muito que discorde da sua actual actuação.

Quanto ao resto inteiramente de acordo na parte do programa mobilizador , que combata a direita, só que o PCP tambem tem um só fito , LUGARES, foi por isso que falhou a candidatura unitaria no caso do Carrilho, e não se pode esquecer, os ataques sucessivos do Avante, ao BE, e o sectarismo que em Lisboa o PCP sempre deu provas.

Aliás prefere as alianças com o PSD , que diz serem muito honestos, do que qualquer tipo de aliança em pé de igualdade com o BE.

a.pacheco a 16 de Abril de 2009 às 13:52

Demonstrando medo de Santana Lopes é que poderão conseguir o impensável. Mas António Costa é verdadeiramente o único que tem algo a perder, se derrotado por PSL fica fora da corrida à sucessão de José Sócrates, deixando lugar para António José Seguro. Já PSL mesmo que vença será sem maioria, ficando obrigado a negociar com PCP ou BE, eventualmente até ambos. Ironias...
António de Almeida a 16 de Abril de 2009 às 17:14

Dialogar à Esquerda sem nº1 do PS ( Costa) à partida, deveria estar tudo em aberto, caro a.pacheco.

"António Costa classificou hoje, em Espinho, o Bloco de Esquerda de “parasita”, ao justificar a necessidade do PS de pedir a maioria absoluta para governar com estabilidade na próxima legislatura, na apresentação da moção de estratégia ao XVI Congresso do PS cujo primeiro subscritor é José Sócrates, intitulada “A Força da Mudança”.

Usando como exemplo o caso da Câmara de Lisboa, a que preside, Costa lembrou a ruptura do acordo que o PS tinha com o BE, para demonstrar como o PS não pode “ter ilusões” sobre a viabilidade de futuros acordos pós-eleitorais."

Foi um exagero o Taxo para Sá fernandes, concordo.
José Manuel Faria a 16 de Abril de 2009 às 19:29

Se um dia o professor chegar a presidente de câmara também vai ser tacho?
Jorge Miranda a 16 de Abril de 2009 às 22:32

Considero tacho para todos aqueles que usam o Poder Político como o principal meio de captar clientelas, amizades, negociatas e ou corrupção activa ou passiva na indicação de terrenos no facilitismo dos empregos. O JM sabe de exemplos.

Há como sabe Presidentes de Câmara ricos ao fim de 15/20 anos assim como Vereadores. Com salários de 2500 euros mensais. Esses são os tachistas.

Depois há uma minoria séria que utiliza a "coisa pública" como um exercício desprendido. Caro amigo não tenha dúvidas, mas mesmo nenhumas que me incluiria nos defensores do bem público.

E creio que o Jorge também. Por isso desafio-o novamente a ir à luta política emVizela.
José Manuel Faria a 16 de Abril de 2009 às 22:52

Não duvido das boas intenções do professor, mas questiono se conhece assim tão bem Sá Fernandes para dizer que diz? É que da forma que fala fica a sensação de ser daqueles que pensa que todos os que se abeiram do poder querem tacho... sendo o próprio o único incorruptível !!
jorge miranda a 16 de Abril de 2009 às 23:01

Eu escrevi taxo ( tacho) relativamente a Sá Fernandes pelo facto de 1º não ter cumprido o acordo com o BE , 2º escrever agora um apelo tão forte à unidade de esquerda quando o seu presidente de câmara desprezou e caluniou o BE , estando em perigo o seu lugar de vereador. Sá Fernandes deveria estar mais desprendido do Poder. Vence as eleições quem tiver mais votos. Não há imprescindíveis nem na política nem em lado nenhum. A não ser a nossa familia.
José Manuel Faria a 16 de Abril de 2009 às 23:21

Já leu a última iniciativa do "Zé"?

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1374943
António de Almeida a 17 de Abril de 2009 às 18:21

CDU critica Sá Fernandes por impor licença de ruído às comemorações do 25 de Abril

O Zé passou-se!
José Manuel Faria a 17 de Abril de 2009 às 18:38

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





comentários recentes
A GENTE, que está a frente do B.E. de Vizela, pelo...
que gentinha sem informação... o problema arrasta ...
mas a noticia interessa para alguma coisa?o que el...
Dizes bem Vitor Hugo, Vizela está diferente, mas t...
Nem por isso mantém-se o irresponsável da Educação...
O problema arrasta- se há 12 anos. Ouviste Alexand...
Se o problema se arrasta, nada melhor que o tornar...
Assunto discutido a nível nacional.
Bom dia ,A sério?!!
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO