23
Abr 09


Cipriano Justo da Renovação Comunista, associação da qual fiz parte entre 2002/2004 pretende criar um paralelismo entre uma coligação de direita, forçada pelos interesses do CDS a entrar na Câmara de Lisboa e Santana Lopes a não desperdiçar 5% dos votos, uma coligação para distribuir lugares e encaixar dezenas de assessores no poder autárquico com uma putativa união das esquerdas. As esquerdas têm muitas dificuldades em coligar-se porque têm bases ideológicas, programas diferentes e não estão ou não deveriam estar agarrados à tomada do poder pelo poder.

 

A Coligação de Esquerda para Lisboa não pode ser forçada por um conjunto de 170 personalidades que em determinado momento apontaram o perigo de Santana Lopes Governar o Concelho de Lisboa. A discussão para a possibilidade de uma coligação tem que colocar o PS, o PCP, o BE e Roseta em igualdade apesar da diferença de peso eleitoral. Igualdade na definição do programa, igualdade na determinação do candidato a Presidente de Câmara e igualdade na colocação dos potenciais vereadores. Uma coligação de esquerda aparecer à volta de António Costa, torna-se idêntica á de direita à volta de Santana. A Esquerda é diferente. Tem de ser

in http://eleicoes2009.info/

publicado por José Manuel Faria às 22:16

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





comentários recentes
Realmente????????Vejam se concordam:Tal como aos d...
agora é o Abrunhosa com a banda, é o toy, é a luis...
Que bem que o presidente da ACIV está nas fotos do...
Ás vezes o estar calado é o melhor, no JV vem uma ...
Preocupações pertinentes e que foram apresentadas ...
Um PSD ressabiado, tentando misturar nas tricas do...
-O futuro de Vizela foi abordado por Victor Hugo q...
O gury vais ver que foi por isso que o povo te pôs...
O gury vais ver que foi por isso que o povo te pôs...
No tempo em que lá andei resolvia-se o assunto com...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO