06
Ago 09

Distritais digerem mal as escolhas da direcção nacional

  

 

Estas fortes divergências e rupturas internas poderiam ser atenuados ou quase totalmente sanadas, se o PS e o PSD não colocassem todo o poder decisório no Líder ou na sua Comissão Política, apesar da ratificação passar pelo Conselho Nacional. Bastava a primeira proposta, a da distrital ter de passar pelo crivo democrático (voto secreto) em plenário distrital de militantes, essa legitimidade democrática obrigaria as cúpulas a caírem na real vontade do seu povo, e por isso baixarem os níveis de arrogância e prepotência, ao mesmo tempo poderia criar níveis equilibrados de discordância sem caminharem para fracturas insanáveis, só que isso exigiria democracia de base, um conceito longe do agrado destes partidos.

publicado por José Manuel Faria às 09:42

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

17
18
19
20
21
22




comentários recentes
Realmente!!!!!!!!!!!!!!!!!!Existirá alguma explica...
ROPINT CUNHAEstas sempre em cima/defesa do acontec...
Artigo 37.º(Liberdade de expressão e informação)1....
Está um comentário no faceboock do Prof. José Man...
E todos gostariam de saber a parte que tocou à ACI...
Sinceramente acho que ninguém tem que duvidar do v...
“meio milhão de euros é quanto a Câmara Municipal ...
não era essa a ideia que tinha do primo mas devere...
Jornal de Vizela Como será possível que em Vizela ...
Do primo a que se referiu.
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO