09
Set 09

Quem venceu o debate televisivo?

Quem venceu o debate televisivo?  info

José Sócrates:
51%
1140 votos
Francisco Louçã:
40%
896 votos
Empataram:
10%
220 votos

 

Tendo em conta o peso eleitoral do BE, os leitores do JN dão uma boa percentagem a Louça. 

publicado por José Manuel Faria às 10:31

9 comentários:
Não tive ainda oportunidade de ver o debate, mas pelo que li algures pelo público o o socrates penso eu q ganhou claramente, segundo o que li claro, e estranhei muito, sendo o louça o melhor politico-comunicador da actualidade. Mas mal encontre o debate no youtube o verei.
Pedro Pedrosa a 9 de Setembro de 2009 às 12:14


Esperava mais do Louçã. Foi brando!
Anónimo a 9 de Setembro de 2009 às 12:21

Não quero aprofundar a análise.

Digo apenas isto. Há tácticas que de tão bem feitas fazem ter que alterar estratégias à priori bem pensadas.
José Manuel Faria a 9 de Setembro de 2009 às 12:45

Para mim Louçã começou a perder o debate logo nas obras públicas, não consigo perceber como tendo na mão uma hipótese de encostar o PM com a questão da Liscount , vai passar para o troço de AE , onde foi prontamente desmentido. A partir daí esteve sempre em perda, não conseguiu passar a mensagem que defende o fim dos benefícios fiscais na saúde e educação por apostar na universalidade do sistema, mais difícil e ideológico seria a questão dos PPR , onde José Sócrates verdadeiramente o encurralou. Mesmo a questão das camas poderia ter sido melhor explorada, não passou de breve nota de rodapé. Louçã não está à vontade neste formato, tinha ficado aquém das expectativas com Jerónimo e MFL , resta-lhe agora o debate com Paulo Portas, com ambos supostamente a falar para as câmaras, uma vez que não disputam eleitorado, mas a necessitarem ser os protagonistas, só que Portas tem sido mais claro a passar as suas ideias, tenho curiosidade em ver como se aguentará MFL com Portas primeiro, e Sócrates depois. O PS já venceu as eleições, vem aí um governo de bloco central, é a minha análise, vale o que vale, é subjectiva...
António de Almeida a 9 de Setembro de 2009 às 14:38

Eu vi o debate!!

Agora pergunto:

Onde é que Socrates ganhou?

- Se não foi capaz de explicar porque é que fez ajustes directos e a pedido dos interessados e depois se altera os valores primeiramente propostos;

- Não desmentiu a questão da A3, disse que no dia seguinte explicava o que se tinha passado, logo, ou desconhecia ou figiu do problema;

- Louçã teve que explicar três (3) vezes a Socrates e não só ( e pelo que li ainda precisava de mais explicações) o motivo pelo qual punha fim aos benefícios fiscais na saúde e educação;

- Não podemos esquecer, que o programa do BE é para ser governo. O BE assume-se como candidado a governar Portugal. A suas propostas politicas só fazem sentido numa prespectiva global. Se eu quero disponibilizar o acesso à Educação e à Saúde totalmente gratuita, não faz sentido, porque deixa de haver pagamento, que se mantenham os beneficios fiscais;

- Na resposta Ideológica, Louçã, não só disse que é e sempre foi um homem de esquerda, como ainda provocou o seu opositor sobre a coerência ideológica. Qual foi a resposta de Socrates... abanou a cabeça para os lados. Todos nós portugueses sabemos que ele já foi JSD;

- Em suma, tivemos em debate duas ideologias:

1ª - Um Neoliberal travestido de Socialista, à pesca de votos da esquerda, mas sempre pronto a colaborar com o capitalismo selvagem, desenfreado e desonesto;

2º - Um Socialista claramente â Esquerda, não radical, que não precisa de "mentir" ao eleitorado para colher os votos que lhe faltam.

Afinal, ganhou quem?
Paiva a 9 de Setembro de 2009 às 16:25

Louça está na mira de uma possível coligação PS/BE.

Onde está o Louça do parlamento??? Forte, corajoso e emotivo!

Não vi nada disto, ontem!
Anónimo a 10 de Setembro de 2009 às 02:31

Os debates televisivos têm um registo diferente da dos que se verifica na Assembleia da República.

Nos debates televisivos à a preocupação de passar a mensagem ao eleitorado, com sereninade e objectividade;

Na Assembleia da República, os parlamentares preocupam-se mais em confrontar o adversário, rispostar e, muitas vezes, achincalhar as ideias dos outros. A expontaniedade e agressividade do diálogo é o ponto forte;

Não podemos esquecer que estivemos perante aqueles que são considerados os dois melhores parlamentares - pelo dom da palavra - da actualidade.

Como se viu, o registo dos dois neste debate foi diferente daquele que habitualmente aplicam no parlamento.
Paiva a 10 de Setembro de 2009 às 15:24

Os 2 melhores parlamentares-pelo dom da palavra???
Está a esquecer-se daquele que é dos melhores oradores da actualidade -.Paulo Portas- ou é mentira??
Anónimo a 11 de Setembro de 2009 às 03:05

Claro que sim, o Paulo Portas também pertence à elite dos bem falantes.

Permita-me utilizar alguma ironia e diria mesmo que o Paulo, Zé e o Francisco formam o tão famoso trio dos "Três Mosqueteiros" mas no esgrimir da palavra.
Paiva a 12 de Setembro de 2009 às 03:04

Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





comentários recentes
Será que o Sócrates não teve nada a ver com a Banc...
ANÓNIMO A 19 DE JULHO DE 2020 ÀS 13:09Dinis Costa ...
O tempo “da boa fé e da colaboração institucional”...
Outra vez!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Existe gente que não s...
Dinis Costa em 2 009 recebeu 3 milhões de endivida...
Artigo 133.ºCapacidade do estabelecimento - é só a...
Pede se o favor a quem de direito, que tenham aten...
ANÓNIMO A 11 DE JULHO DE 2020 ÀS 10:57Então diga l...
O Dinis Costa teve o dinheiro dos orçamentos.Mas a...
Leu mal! 13 ( treze ) milhões que Dinis Costa desb...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO