28
Fev 10

 

"O líder parlamentar do BE, José Manuel Pureza, disse ontem ao DN que é "absurdo estar a pensar em moções de censura" quando a comissão ainda nem foi criada. Já antes Francisco Louçã tinha recusado a ideia de estar a orquestrar um impeachment à portuguesa"


 

"José Manuel Pureza disse mesmo que "não há nenhum cenário de crise política, quem tem tentado criar essa ideia, artificialmente, é o Governo"

 

 Contra Moção de Censura

 

 

 - O governo aprova um orçamento contra os trabalhadores, vem aí um Pec estrangulador, os salários congelados até 2013, quase 100% de divida pública, desemprego a subir, o primeiro-ministro enrolado em teias de favorecimentos e “roubo” de dinheiros públicos, possuindo uma “entourange” de controlo da comunicação social com “padrinhos” bem colocados: PGR/PSTJ e “bufos” em tudo que é Instituição Pública. Sócrates mente, mente em quase tudo que afirma. Este não é o “timing” para o pontapé. É Figo quem determina o marcador do  penalty, Sócrates é apenas o presidente do conselho de administração de um país em falência. No problem!

publicado por José Manuel Faria às 09:24

5 comentários:
O be à volta de Sócrates. Rangel não tem medo...
Anónimo a 28 de Fevereiro de 2010 às 14:08

Rangel não tem medo.....

Veremos se fosse eleito se apresentaria uma moção de censura.

O PSD todo ele, quer é que Cavaco demita Socrates, para lhe poupar o incomodo....

Se o BE apresentasse neste momento uma moção de censura, que seria derrotada, pois a restante oposição PCP incluido , não a votaria favoravelmente,então para que serviria?

Será que o povo entenderia voltar a eleições 6 meses depois....

E com que argumentos.... sobre escutas...., se o PEC e todas as medidas gravosas que se preparam já tivesse sido apresentado, aí sim , o Bloco teria argumentos para apresentar uma moção de censura por se opôr ás politicas que o PS vai querer implementar para resolver a crise, mas acima de tudo temos que ter presente, que quem apresentar uma moção de censura, tem de pensar quais são as alternativas.

Certamente que o JMF não está a pensar estender um tapete vermelho, para a mais que provavel aliançs PSD-CDS......
a.pacheco a 28 de Fevereiro de 2010 às 17:09

CLEÓPATRA

Nesta altura, uma moção de censura ao governo, apoiada pela oposição, seria um presente para este governo.

É melhor esperar para ver o que o PR faz entre
Abril e Agosto ( Só nestas datas é que o PR poderá demitir o Governo, se esta for a sua intenção), ou então deixar que se esgotem todos os falsos argumentos do 1ºM, para que este caia de maduro.

Porque uma coisa é certa, o Governo pode até não cair, mas este 1º M vai cai com toda a certeza,
Anónimo a 28 de Fevereiro de 2010 às 19:39

Não é uma questão de oportunidade eleitoral, pois assim teríamos de considerar a esquerda como oportunista. Tudo vai mal no país, mas é melhor Sócrates do que estar a direita a governar O povo é quem mais ordena. E a esquerda socialista: PCP BE tem de ser uma alternativa a um governo de mentira. Deve-se exigir e ter responsabilidades.
José Manuel Faria a 28 de Fevereiro de 2010 às 19:55

Tivemos eleições hé poucos meses, o povo escolheu, o PCP e o Bloco tiveram em conjunto 18% .

A esquerda consequente não pode ser oportunista, mas tambem tem de saber olhar as realidades.

Temos 600.000 desempregados, mais de um milhão de precarios, 2.000.000 de pobres, uma crise que atinge sobretudo as camadas da população de mais baixos recursos, e o que vemos, que a mobilização popular, que greves e lutas , pouco ou quase nada,.

Apresentar neste momento uma moção de censura, é por um lado permitir ao Socrates apresentar-se como vitima, e capiitalizar com a argumentção das irresponsabilidade dos partidos de oposição, que não têm em conta a situação do país.

E objectivamente dar o ouro ao bandido, isto é fazer o jogo da direita sobretudo o PSD , que sem os custos da impopularidade de ser o responsavel de eleições antecipadas,teria uma boa hipotese de em aliança com o CDS , voltar ao governo, para fazer exactamente a mesma politica do PS.

Julgo que o Bloco tem de medir muito bem , se para o reforço da luta popular, e para uma uma alternativa realmente de esquerda , uma moção de censura seria a medida mais sensata neste momento.

Não tenho resposta, mas tal como nas Presidenciais o meu objectivo principal é derrotar o candidato da direita.

Tambem neste caso, quero derrotar Socrates e a sua politica anti-popular, sem dar armas ao PSD e ao CDS.

a.pacheco a 28 de Fevereiro de 2010 às 22:43

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





comentários recentes
As termas são do espanhol, pá
Não achas que andas a dormir na forma pol...?O pov...
Bem, o homem pode ter defeitos mas que é muito ami...
pergunta pertinente: porque é que o espanhol não f...
Com este presidente, aliás o mesmo que esteve vári...
-Victor Hugo Salgado repetiu críticas sobre a polí...
Até a receber os tremoços tiram fotografias.Palavr...
Bonita a musica da rádio comercial,Esqueceram se f...
nao resolvem nada e andam a gozar com o povo. pol...
As termas fechadas e o executivo a mentir aos vize...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO