29
Dez 19

Fátima Anjos

Ainda a despedir-nos do Natal é tempo de balanço de um ano que está prestes a chegar ao fim.
Não há dúvidas de que 2019 ficará na história do concelho de Vizela como o ano em que o Bolinhol foi eleito como uma das 7 Maravilhas Doces de Portugal.
Foi também o ano em que Vizela perpetuou a memória de Manuel Campelos, líder do Movimento pela Restauração do Concelho, com a colocação de um busto na Avenida agora batizada com o seu nome. Um ano em que também a médica Maria do Resgate Salta viu o seu percurso de vida reconhecido ao receber o Prémio Consagração naquela que foi a sexta edição da Gala Rádio Vizela.
2019 foi de discussão do projeto de requalificação do centro da cidade e que envolve a Praça da República e Jardim Manuel Faria, englobado num Plano de Ação que, neste ano que agora finda, apresentou como resultados a requalificação das ruas das Termas, Pereira Caldas e da ligação desta última à Praça do Município, bem como a intervenção levada a efeito na zona de monte do Parque das Termas. Certo é que 2019 fica também marcado, pelo regresso, provisório ou não, dos dois sentidos à Rua Dr. Abílio Torres. Neste campo, sabemos que há ainda muito trabalho a fazer. A avaliar pela evolução das obras na Av. Eng. Sá e Melo, condicionadas também pelo mau tempo, é caso para dizer que apenas estamos no início de um processo que se vai prolongar, talvez, durante os próximos dois anos e estamos a falar nas intervenções anunciadas para o centro urbano. Foi também em 2019 que foram dadas como concluídas as obras de requalificação do Complexo Termal, embora na reta final deste ano, a sua atividade tenha sido desacelerada por problemas técnicos, cuja resolução definitiva foi apontada para o início do novo ano. Assim esperamos. E se ainda este ano, a Câmara Municipal apoiou a Santa Casa da Misericórdia de Vizela na aquisição do antigo Instituto Silva Monteiro para a reconversão daquele edifício em valências de apoio à infância e à terceira idade foi também em 2019, mais recentemente, que o Executivo fez aprovar a proposta de venda do Castelo da Ponte em hasta pública com o objetivo de ver criada naquele local uma unidade hoteleira. Também não podemos esquecer que foi em 2019 que foi alterado o paradigma da recolha de lixo no concelho com o início da contentorização e que foram inauguradas as obras realizadas no Pavilhão Desportivo da Escola Secundária, sem esquecer que a requalificação da unidade de ensino continua em curso, estimando-se que possa estar concluída até maio.
2019 foi um ano intenso, mas todos devemos estar sempre cientes de que o trabalho nunca acaba e que Vizela precisa da ajuda de todos. Exemplo disso mesmo é o ponto que guardei para o final e que foi transversal a todo o ano que agora termina – o Rio Vizela. Após o arquivamento da queixa da Câmara Municipal contra a Águas do Norte, vimos o Executivo responsabilizar o Ministro do Ambiente pela poluição, exigindo a tomada de medidas, sob pena de poder vir a apresentar uma providência cautelar tendo em vista o encerramento da Etar de Serzedo, apontada pela autarquia, como a principal poluidora do Rio Vizela.Em suma, não podemos baixar os braços e virar a cara às batalhas que nos esperam já em 2020. Ninguém nos disse que isto de estar vivos era fácil. Boas entradas!

RVJ

publicado por José Manuel Faria às 10:16

19 comentários:
Fátinha és a favor de tudo o que o Executivo faz ou não faz. Jornalismo como contrapoder não faz parte do teu léxico. Aliás aqui em Vizela toda a gente quer é cair nas boas graças presidente. São apenas 20 anos de autonomia, não dá p´ra mais. Massa crítica não há. E depois toda a gente quer é aparecer na Selfie. Tanto para dizer e o povo todo a nanar, pk todo o povo quer é ver se mama da torneira da Câmara
Anónimo a 30 de Dezembro de 2019 às 09:25

Esta jornalista é mesmo fã deste executivo, em Vizela só deve existir CMV é que a menina não fala em mais nada, é tudo em volta da CMV.
Se fosse a nível nacional é que era fixe.
Anónimo a 30 de Dezembro de 2019 às 20:22

A Câmara Municipal demonstrou a disponibilidade que o serviço da Segurança Social fosse deslocalizado para as suas instalações”.
Olha que bom, além de de a segurança social não ter condições nenhumas, alegadamente mais uma amiga MVS que vai para a sede do Município.
Que moral para falar do quem de lá saiu.

Anónimo a 2 de Janeiro de 2020 às 16:04

-Ainda é muito precoce dizer se serei ou não candidato-
Alegadamente e para bem de Vizela e do Povo de Vizela espero que VHS não seja candidato, VHS não tem categoria para ser Presidente da CMV muito menos para representar o povo de Vizela.
Vizela precisa de menos vaidade/menos festas e mais
trabalho.
Mas daqui até as próximas eleições ainda muita água vai passar debaixo da ponte.


Anónimo a 4 de Janeiro de 2020 às 13:40

Isto realmente lê se o jornal ou ouvem se as notícias, quer o Executivo quer o Movimento Vizela Sempre quer o Victor Hugo Salgado, enquanto parte do Executivo anterior, nunca têm culpa de nada, incrível, são perfeitos, se bem me lembro o único erro que inclusive acabou por pedir desculpa foi pela história da Rotura dos Rotários, lembram se?
Melhor não existe, impossível.
PS. Nasci em Vizela e sempre vivi em Vizela amo a minha terra, mas sempre amei independente de quem está no executivo , aliás mesmo quando não éramos concelho e ainda os que lá estão a mandar não tinham nascido, Agostinha não misture a terra com política, se assim fosse pode ter a certeza que muita gente já tinha abalado.
Para mim foi sempre um orgulho ser Vizelense.
Anónimo a 9 de Janeiro de 2020 às 10:35

As termas fechadas e o executivo a mentir aos vizelenses.O motor da bomba de agua ainda não está pront? Os trabalhadores no desemprego. Mais uma aldrabice aos Vizelenses.Mais um embuste.. O comércio todo a queixar-se. Fora com estes que estão no executivo
Anónimo a 9 de Janeiro de 2020 às 12:16

pergunta pertinente: porque é que o espanhol não foi à reunião de Câmara para falar com o executivo sobre as termas? porque é que mandou 3 senhoras que ninguém sabe quem são? andam a gozar com o pagode. metem as mãos pelos pés e os pés pelas mãos. ai...que bonito..vão abrir em março as termas dizem eles.. e o pagode vai na onda? rua com este executivo..andam a atirar areia para os olhos dos vizelenses
Anónimo a 15 de Janeiro de 2020 às 11:28

nao resolvem nada e andam a gozar com o povo. politica nota 0. termas fechadas, trabalhadores no desemprego, ponte de tagilde/sto.adrião inexistente, venda de patrimonio c o castelo, obras no centro com 2 trabalhadores por zona, empresas a fechar, parque natural devastado, milhoes gastos com espetaculos,
a camara esta transformada numa agencia de espetaculos.
Anónimo a 10 de Janeiro de 2020 às 14:10

Bonita a musica da rádio comercial,
Esqueceram se foi de mencionar na música que as termas estão fechadas, e onde é que no rio se pescam carpas, escalos e trutas ?????????? agora é mais robos
Onde se chega a ambição é q....................
Anónimo a 10 de Janeiro de 2020 às 19:06

Até a receber os tremoços tiram fotografias.
Palavras para quê...........
Anónimo a 10 de Janeiro de 2020 às 19:24

-Victor Hugo Salgado repetiu críticas sobre a política animal mantida em Vizela pelo anterior Executivo-
Vamos lá ver até teria razão se ele próprio não tivesse feito parte de anterior Executivo, enquanto por lá andou não criticou e agora é que vem falar?
E depois faz um bocado de confusão a necessidade de Victor Hugo Salgado estar sempre a falar no Executivo anterior, ó Victor Hugo já foram a eleições e perderam, parece que não há mais nada para falar.......
Anónimo a 14 de Janeiro de 2020 às 14:23

Bem, o homem pode ter defeitos mas que é muito amigo dos ANIMAIS lá isso é verdade.
Anónimo a 16 de Janeiro de 2020 às 13:01

As termas são do espanhol, pá
Anónimo a 16 de Janeiro de 2020 às 22:34

Com este presidente, aliás o mesmo que esteve vários anos como vereador do anterior executivo com a pasta das finanças locais que nos levou aso PAEL e à quase bancarrota é sempre a esbanjar dinheiro. O orçamento do próximo ano apenas em recursos humanos já vai perto de 2 Milhões. Como exemplo, existe 1 assistente operacional contratado por 18 mil euros + IVA ao ano e um técnico superior contratado por 16 mil euros + IVA.
Por isso vai o Castelo de fininho. A massa está-se acabar e tem muitas clientelas para satisafazer. Parece que anda tudo a dormir. A Câmara parece estar a entrar em rutura financeira. E quem vier atrás que fecha a porta.. o povo parece estar agora a acordar, ainda bem para Vizela..
Anónimo a 15 de Janeiro de 2020 às 11:07

Não achas que andas a dormir na forma pol...?

O povo parece que está a acordar? Tás maluco ou quê?
Vê, repara, analisa, engole tudo o que está a ser feito e diz - me como te sentes:
Espoliado, traído, maltratado
Anónimo a 16 de Janeiro de 2020 às 22:33

Jantar de Reis MVS
Gira o disco e toca o mesmo, ou seja sempre sempre os mesmos.
Anónimo a 18 de Janeiro de 2020 às 12:01

Trata-se de um patético editorial, bem ao estilo querido dos situacionistas que controlam a informação local que sempre foi alinhada com quem controla o (des) governo municipal.
"Bom Executivo" é prova desse alinhamento político.
As obras na via Sá e Melo são bem demonstrativas de quão intensa é a atividade deste bom Executivo! A um ritmo que oscila entre o parado e o paradíssimo, o respectivo estaleiro mais se assemelha a um improvisado local de parqueamento de maquinaria municipal do que a uma obra de construção civil em curso... já não parecem as obras de Santa Engrácia, estas é que se parecem às da Sá e Melo!
O caos no fluxo de trânsito fez-nos regredir ao período pré-municipal.
A este ritmo é melhor rezar para que as anunciadas remodelações urbanas no centro da cidade de Vizela continuem em papel...
Onde de facto foi intensa a actividade deste Executivo municipal foi na promoção e financiamento absurdo de eventos!
Essa estória da promoção do bolinhol a 7 maravilha gastronómica, é mais um exemplo de como recursos municipais são esbanjados por este presidente da CMV para se promover publicamente e promover a atividade de três pastelarias locais, um delas pertencente a familiares seus. Aliás, esta sempre foi a estratégia do PS em Vizela... colocar os recursos de todas ao serviço e em benefício de alguns... e este movimento de cidadãos (MVS), uma pústula do PS, é, geneticamente, um digno continuador.
Anónimo a 21 de Janeiro de 2020 às 13:48

ANÓNIMO A 21 DE JANEIRO DE 2020 ÀS 13:48
Está a falar bem, já leu o que VHS diz sobre ele/familia do bolinhol na biografia dele?
Espreite.
Anónimo a 22 de Janeiro de 2020 às 18:24

Calma, a verdade é como o azeite vem sempre ao cimo.
Anónimo a 22 de Janeiro de 2020 às 18:28

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

20

23

31


comentários recentes
AG até se entende que ao falares no passado não f...
Cada vez que leio o RV nem sei que diga em sei que...
283.000 pensionistas têm penções miseráveis, isso ...
São os memos argumentos da Opus Dei....
"Victor Hugo Salgado respondeu, mas antes voltou a...
Quantos quer? 1,3,5,6,7, quer com nomes começa no ...
O melhor vereador das Obras Municipais?!Basta ver ...
No sábado estivemos em destaque na SIC Notícias so...
Vem se vê que não pisca a pagina da Cãmara Municip...
fia-te na virgem e não corras…...vais peço esgoto!...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO