25
Mar 15

"Sou um candidato independente dos partidos, de fora do mainstream da política portuguesa". E "quero aproveitar o meu tempo para fazer alguma inovação no panorama" nacional, adiantou ao JN o empresário de 78 anos, após terem sido enviados para as redações convites para a apresentação de uma candidatura, quarta-feira, às 16 horas, em Lisboa, sem anunciar o nome do protagonista.

Conhecido pela sua presença assídua nos congressos do PS, com moções controversas, assume a reforma política como bandeira e "uma nova República" como lema.

Aliás, no convite para a iniciativa no Padrão dos Descobrimentos, recusa-se que as presidenciais sejam "um simples complemento das legislativas" e que a Presidência da República seja "uma mera extensão da representação partidária", prometendo-se demonstrar que estas eleições podem "ser decisivas para reformar o sistema político".

Henrique Neto já percorreu os corredores do Parlamento, no tempo de António Guterres, precisamente o presidenciável que tem mantido o PS pendurado. Sampaio da Nóvoa, ex-reitor da Universidade de Lisboa, é uma forte hipótese. E também António Vitorino e Luís Amado são falados para o lugar, enquanto, mais à Esquerda o ex-líder da CGTP Carvalho da Silva admite avançar"(...)

Henrique Neto

publicado por José Manuel Faria às 09:58

Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





comentários recentes
O PREÇO DE QUEM NÃO OBEDECE A VICTOR HUGO SALGADO:...
Anónimo de 5 de Dezembro de 2019 ás 13:11Comentári...
Vizela parece uma aldeia, que pirosice, TVI ao dom...
Na minha viagem pelo Faceebook sobre a venda do CA...
Sr, Anónimo vai ver que se fosse na CASA do PARK n...
Muito bom mesmo,ahahahahahahahahhah
Desde quando um almoço numa cantina é notícia na c...
O JANTAR DE NATAL DA CÂMARA FOI NO MUSEU DOS BOMBE...
Almoço na Polopique Victor Hugo Salgado, president...
OS lions???? pelo menos no peditório da luta conta...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

12 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO