20
Abr 17

 

"Os Documentos de Prestação de Contas de 2016 foram aprovados por maioria na Assembleia Municipal de Vizela, realizada esta noite, na Casa das Coletividades. A bancada PS e o deputado da CDU votaram favoravelmente, já a coligação PSD/CDS-PP optou pela abstenção.

José Abreu, durante a sua intervenção, sublinhou que 2016 foi o ano em que menos se investiu no concelho e que, durante os últimos anos, “estivemos perante um Município em manutenção”. O deputado da coligação PSD/CDS-PP enalteceu o valor do passivo, que se situa nos 33 milhões de euros, lamentou os elevados impostos que os vizelenses pagam e rematou dizendo que os Documentos de Prestação de Contas de 2016 “merecem muitos reparos”.

Agostinha Freitas, líder da bancada socialista, enalteceu que este é um fechar de ciclo para Vizela, atendendo a que nos últimos anos o Município esteve sujeito às condições do PAEL e do Reequilíbrio Financeiro. Este é um “cortar de meta”, vincou a deputada. Para Agostinha Freitas, a dívida atual do Município, no valor de 15.863.645 euros, deve-se à não introdução da dívida da Vimágua, do Fundo de Regularização Municipal e também à amortização de juros de mora.

Dora Gaspar, vice-presidente da Câmara Municipal de Vizela, admitiu que a receita dos impostos é importante para os cofres do Município, no entanto, espera que os impostos diminuam e que os vizelenses sintam esta redução já no próximo ano. Dora Gaspar repetiu que o bom desempenho dos últimos seis meses de 2016 foi fundamental para atingir o valor da dívida expresso nos Documentos de Prestação de Contas.(...)"

rv

publicado por José Manuel Faria às 17:15

Toda os elementos da assembleia são fracos.
O presidente, continua uma marioneta, que nem os tempos faz respeitar.
A bancada do PS (?) nem apoia nem faz oposição séria. Nem a Agostinha que tanto quer fazer, mas não se percebe nada do que diz.
A bancada da Coligação só tem líricos que não sabem ser claros, apenas lêem os papéis e apresentam dúvidas. Mas oposição deveria ser apresentar ideias. Disso, nada. Apenas o Peixoto foi claro.
O Comunista, nem deveria ter direito a usar da palavra, de tão fraco que é.
São todos bons uns para os outros (e para a sua carteira, claro), mas fracos demais para representar Vizela.
Já agora, os empregados da autarquia não deveriam ser inibidos de votar em determinados assuntos, tipo mapa de pessoal? Fica a questão para os entendidos.
Anónimo a 22 de Abril de 2017 às 23:34

Eles (PS) não têm mais ninguém para votar, já reparou se o Gonçalo e o Armando (funcionários políticos da CMV) não votassem só tinham os votos a favor dos Presidentes de Junta de Infias e de Santo Adrião ambos PSD.
O PS está sem alternativa e cada vez mais SÓ.
Anónimo a 23 de Abril de 2017 às 10:22

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9





comentários recentes
Novo Rumo com Vitor T, Dinis e Joap poleri. A séri...
VIZELA CIDADE NATAL 2019 | Este ano o verdadeiro e...
Alargar o período experimental para 180 dias foi a...
"Homem pequeno, o Diabo o cagou'", adágio popular!
Dora Gaspar esteve tantos anos no desempenho de fu...
Mais uma vez a liderança da Coligação PSD/CDS-PP a...
Um aumento de despesas com pessoal de 1,7 milhões ...
Volta e meia lá surge uma notícia, plantada num do...
VHS as festas são feitas por ALGUNS funcionários d...
Caiu esse, e depois de Israel aos EUA passando pel...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

12 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO