28
Set 17

"Demorou a prestar o serviço a quem há muito o encomendou. Fê-lo…a que preço, não sabemos. A forma de pagamento irá ser descoberta… e a justiça decidirá o que lhe compete”, refere João Polery.

Refere que “não cede a chantagens nem a intimidação de quem nem a legislação é capaz de citar corretamente” e que “recorda-se à mesma que a prova documental do que afirmou resulta dos próprios relatórios de contas da sociedade Veta Larga – Trading Lda., que aquela invoca”, lê-se.

Acrescenta que “não basta citar documentos, sendo preciso lê-los” e que desses “relatórios de contas resulta tratar-se de empresa inativa há mais de 8 anos, período no qual não transacionou quaisquer bens e serviços”.

João Polery desafia Cidália Cunha “a provar o contrário”, adiantando que “a incompatibilidade resulta do exercício de funções efetivas ou de qualquer atividade societária que, não existe durante o exercício de funções no Município” pelo próprio, “não decorrendo da mera manutenção, no registo comercial, da qualidade de gerente, sem correspondência factual com qualquer ato de gerência”, lê-se.

Diz não ter dúvidas que Cidália Cunha “invocou, reiterada e falsamente, uma qualidade de gerente que não existia, a propósito de uma sociedade e, não satisfeita, ignora o teor dos meios de prova que invoca – prestações de contas – donde resulta a inatividade de outra sociedade”.

“Nada é mais claro e insofismável. Se a Senhora Vereadora entende que os seus deveres de comunicação às entidades tutelares ficam condicionados à sua exoneração, agradece-se a amnistia mas fica desde já dispensada dessa condição”, acrescenta João Poley que garante que “jamais acumulou outros rendimentos de proveniência societária com a remuneração das funções desempenhadas no Município, o que - isso sim - o constituiria na obrigação de restituição de salários”, adianta.

O Chefe do Gabinete de Apoio ao Município diz-se de “consciência tranquila” e “aguarda serenamente tudo que o futuro tenha para lhe reservar, com a confiança de que os Vizelenses saberão separar o trigo do joio”, termina a resposta de João Polery"

rádio vizela

publicado por José Manuel Faria às 11:50

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13




comentários recentes
Será que o Sócrates não teve nada a ver com a Banc...
ANÓNIMO A 19 DE JULHO DE 2020 ÀS 13:09Dinis Costa ...
O tempo “da boa fé e da colaboração institucional”...
Outra vez!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Existe gente que não s...
Dinis Costa em 2 009 recebeu 3 milhões de endivida...
Artigo 133.ºCapacidade do estabelecimento - é só a...
Pede se o favor a quem de direito, que tenham aten...
ANÓNIMO A 11 DE JULHO DE 2020 ÀS 10:57Então diga l...
O Dinis Costa teve o dinheiro dos orçamentos.Mas a...
Leu mal! 13 ( treze ) milhões que Dinis Costa desb...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO